DIFICULDADES NO ÚLTIMO TRIMESTRE DA GESTAÇÃO

DIFICULDADES DO ÚLTIMO TRIMESTRE

Além da depressão que dificultou muito minha gestação, alguns outros incômodos de praxe surgiram.

O fato de não dormir direito pesou bastante para mim, pois já me sentia cansada o tempo todo, mesmo não fazendo muito esforço.

Outro problema que me atormentou, foram as dores, tive muita dor nas costas e graças à Deus, tenho um marido maravilhoso que fazia massagens em mim todos os dias, além das bolsas de água quente que eu vivia colocando para aliviar.

Nas últimas semanas os movimentos já estavam bem limitados, mesmo assim, eu procurava não me entregar completamente, então fazia minhas caminhadas, mas com bem menos frequência e fazia o que conseguia na medida do possível, pois abaixar já era quase impossível.

Infelizmente eu já não dirigia mais, então, fui “obrigada” a ficar em casa, no máximo ir caminhar por perto, isso me deixava muito angustiada também.

Como o parto se aproximava, a ansiedade aumentava e tinha dias que eu ficava muito deprimida, então resolvi que iria mudar isso.

O que me ajudou foram os afazeres, na 34 semana fiz o chá de bebê, que na verdade foi um charraiá e tínhamos todo o processo de organizar o quarto, pintar, lavar, passar e dobrar roupinhas, enfim, acredito que ocupar mais a mente aliviou a ansiedade.

Outra coisa foi eu tentar me acalmar o máximo, tentei fingir que a depressão não estava ali (acredito que não é o certo), mas eu queria tanto curtir esse momento e como eu já havia passado boa parte da gestação depressiva, eu queria não focar nela e sim nas coisas boas que me aconteceu até ali.

Fiz yoga pelo YouTube algumas vezes, li livros, escutei músicas, tomava banhos longos, até para aliviar as dores, enfim, estava programando meu cérebro para me tranquilizar.

Na última semana (não sabendo que era a última), eu queria muito fazer algumas fotos para guardar de recordação e no último minuto do segundo tempo, eu consegui. Vou fazer um post com as fotos.

Também queria muito fazer o Chá de bençãos, já ouviram falar?

Para mim era novidade, mas ouvi falar nas rodas de gestante que eu participei.

É um dia em que a gestante reúne as amigas, familiares próximas, enfim, reúne a mulherada para ser acarinhada.

Um dia de princesa para a gestante, onde pode haver massagens, escalda pés, mimos, pinturas na barriga.

Como eu não tinha ninguém para fazer isso para mim, eu iria tirar um dia e relaxar, fazer um escalda pés, escrever uma carta para o meu filho, enfim, iria relaxar, já que a hora do parto se aproximava, porém, felizmente, meu filhote resolveu adiantar um pouco e chegou com 38 semanas e 4 dias e não deu tempo de nada disso.

Espero que tenham gostado, no próximo post vou colocar todas as fotos que fiz no dia que a bolsa estourou e trazer o relato de parto também.

Um beijo e até o próximo post.

 

 

Medo X Felicidade

Olá queridas(os), espero que estejam todos bem!

Hoje vim discorrer sobre um assunto pelo qual devemos nos atentar com a finalidade de evoluirmos espiritualmente.

cuidado-com-o-medo-ele-adora-roubar-sonhos

É natural que em determinados momentos de nossas vidas, nós tenhamos medo e nos paralisemos diante das situações. Porque é isso que o medo faz, ele nos paralisa, porém, se enfrentamos o medo e criamos coragem para seguir em frente, com certeza, mais adiante haverá uma luz e aquilo que achávamos impossível de superar, estará superado.

Arrisco-me a dizer que a maioria das vezes que estamos passando por dificuldades, devemos enxergar a luz que se aproxima, pois após a tempestade, sempre vem a bonança.

O medo nos paralisa para que não possamos chegar ao nosso objetivo, pois alimentamos ele com nossas desconfianças, nossa falta de fé e com nosso próprio egoísmo. Ele te impede de chegar onde quer chegar, te impede de enxergar de forma clara, pois a felicidade está logo ali e não enxergamos porque nosso medo não permite.

Não que não possamos ser feliz hoje, mas me refiro quando temos pressentimentos de que precisamos tomar alguma atitude para sermos mais felizes, mas o medo não deixa.

nao-deixe-o-medo

São sentimentos difíceis de controlar, o medo e a ansiedade, pois para se perder o medo, devemos deixar muitas coisas de lado e seguir em frente sem olhar pra trás e para saciar a ansiedade, devemos depositar fé e atrair bons pensamentos para o que virá.

Estou num momento da minha vida que preciso decidir sobre algo muito importante, mas estou cheia de medos, em contrapartida, sinto que o que está por vir será algo grandioso, o que me motiva a enfrentar esse medo para poder chegar lá.

Não é fácil, nunca foi e nunca será, mas é primordial que saibamos enfrentar cada situação da vida com leveza, porém, com garra, pois o que nos espera é recompensador, é olhar pra trás e enxergarmos a nossa própria evolução e aí sim continuar a caminhar, desta vez um pouco mais sábios e preparados para a próxima dificuldade. Assim é a vida, de superação em superação é que vamos nos tornando melhores!

Que a paz se mantenha em nossos corações e que nossa alma seja leve como a de uma criança!

feliz

Beijos e boa noite!